Valor do Seguro Desemprego 2020

A tabela atualizada do benefício do seguro desemprego já se encontra disponível e atualizada ao ano vigente de 2020 e entrou em vigor em 11 de janeiro. Todos os anos, o Ministério do Trabalho e Emprego – MTE – órgão responsável pela definição do valor do Seguro Desemprego e pagamento, divulga a tabela com a atualização dos valores, de acordo com a nova base do salário mínimo. Em 2019 o salário mínimo está em R$ 998,00. O menor valor da parcela do benefício não pode ser menor que o piso salarial nacional. O valor da maior parcela do seguro desemprego aumentou R$ 81,28, passando de R$ 1304,63 para R$ 1385,91.

Valor do Seguro Desemprego

Valor do Seguro Desemprego – Saiba a quanto você tem direito a seguir

Quem tem direito ao Seguro Desemprego

As novas mudanças do seguro desemprego, alteram quem passa a ter direito ao seguro desemprego, como é o caso do funcionário dispensando sem motivo ou justa causa que:

  • Tenha vínculo empregatício com CPF ou CNPJ, ou seja, pessoa física ou jurídica;
  • Tenha ingressado no mercado de trabalho por pelo menos de 18 meses e nos últimos 24 meses antecedentes a sua dispensa, essa regra só é válida para a primeira solicitação;
  • Esteja por no mínimo 12 meses no máximo 16 meses anteriores à data da do desligamento (dispensa), quanto da segunda solicitação.
  • A cada 06 meses solicitados de imediato a partir do dia da dispensa quanto das demais solicitações.

Quantidade de Parcelas do Seguro Desemprego 2020

Segundo as novas mudanças no recebimento do benefício, o quantitativo de parcelas do seguro desemprego vai variar conforme a quantidade de parcelas e a comprovação do serviço em carteira nos 36 meses.

Solicitar Seguro Desemprego pela 1ª vez

  • 04 parcelas, sendo comprovado pelo trabalhador o trabalho como entidade jurídica ou entidade física a ela vinculado. Pelo menos 18 e no período máximo de 23 meses;
  • 05 parcelas, ser for comprovada pelo o trabalhador vínculo com o trabalho como entidade jurídica ou entidade física a ela vinculada. No período mínimo 24 meses, ao período de referência;

Solicitar Seguro Desemprego pela 2ª vez

  • 4 parceladas sendo comprovada pelo trabalhador como CNPJ ou CPF a ela nivelada, de no período de pelo menos 12 meses e no período 23 meses, ao período de referência;
  • 5 parcelas, o trabalhador precisará comprovar vinculo de trabalhista com pessoa física ou pessoa jurídica, no período mínimo 24 meses ao período de referência;

Solicitar Seguro Desemprego pela 3ª vez

  • 3 parcelas, o trabalhador precisará comprovar vínculo trabalhista como entidade jurídica ou entidade física a ela vinculada. No período de no período de pelo menos 06 meses e no período máximo 11 meses, ao período atual;
  • 4 parcelas, se o trabalhador comprovar vinculo de trabalho como entidade jurídica ou entidade física a ela nivelada. No mínimo período 12 meses e no período máximo 23 meses ao período de atual vigente.
  • 5 parcelas, se o trabalhador comprovar vinculo de trabalho como entidade jurídica ou entidade física a ela nivelada. No período mínimo 24 meses, ao período de referência.

Tabela Seguro Desemprego 2020

Para calcular o seguro desemprego deve-se ter referência apenas do a média dos últimos 3 meses de pagamento, anteriores ao desligamento do trabalhador.

Tabela de cálculo do seguro desemprego atualizada para o último ano:

Salário Médio Valor da Parcela
Salário Mínimo Valor do Salário Mínimo
Menos que R$1.222,77 Multiplica-se salário médio por 0.8 (80%), sendo no mínimo o valor do salário mínimo
Entre R$1.222,78 e R$2.038,15 O que exceder a R$1.222,77 divide-se por 2 e soma-se a R$978,22
Mais que R$2.038,15 R$1.385,91
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Leave a Reply