Teto Seguro Desemprego – Saiba o que é, Quem Tem direito e o Valor Máximo

Teto Seguro Desemprego – Conhecer muito bem todos os aspetos que giram em torno do Seguro Desemprego é de extrema importância, pois este benefício fornece uma grande ajuda ao trabalhador quando este se encontra desempregado.

Então, não perca a chance de conhecer melhor o Seguro desemprego e confira como funciona o Teto Seguro Desemprego, já nos próximos tópicos deste post.

Teto Seguro Desemprego

Teto Seguro Desemprego

O que é o Seguro Desemprego

Concedido com o principal objetivo de ajudar o trabalhador quando este se encontra desempregado, o Seguro desemprego é um benefício gerenciado pelo Ministério do Trabalho e Previdência social.

As regras que regulamentam este benefício estão definidas por lei, sendo que o valor do benefício pode ser conhecido pelo beneficiário por via da divulgação efetuada pelo Ministério do Trabalho em parceria com a Caixa Econômica Federal.

O que é auxílio Desemprego

O que é auxílio Desemprego


Quem Tem Direito ao Seguro Desemprego

De uma forma generalizada, o seguro desemprego é um benefício que é fornecido para todos os trabalhadores despedidos sem justa causa. Segundo a lei deste benefício, o valor a ser auferido pelo trabalhador dependerá principalmente do tempo de trabalho na empresa.

É importante ter em conta que dependendo do número da solicitação, para poder receber o valor do seguro desemprego o beneficiário terá que atender a diferentes requisitos.

O empregado deverá observar os seguintes requisitos para receber as Parcelas Seguro Desemprego:

  • Na primeira solicitação do benefício, caso o empregado pretenda usufruir de 4 parcelas, ele deverá contar com no mínimo 12 meses de trabalho na empresa. Agora, para poder ter acesso a 5 parcelas, é preciso que o empregado tenha no mínimo 24 meses de trabalho na firma;
  • Na segunda solicitação do seguro desemprego, o empregado deverá ter no mínimo 9 meses de trabalho para ter 3 parcelas, 12 meses de trabalho para conseguir 4 parcelas e 24 meses de trabalho para obter 5 parcelas;
  • Na Terceira solicitação do benefício é preciso contar com 6 meses para poder ter 3 parcelas. Sendo que no caso de quem deseja ter 4 e 5 parcelas, será preciso contar com 12 e 24 meses de trabalho respectivamente.

Além de levar em conta o tempo de trabalho para o recebimento do Seguro desemprego, também é necessário considerar que o empregado não deve estar a desfrutar de nenhum outro benefício da previdência social no momento da requisição deste benefício. Somente o auxílio-acidente e a pensão por morte são permitidos ao trabalhador durante a solicitação do seguro desemprego.

Valor Máximo do Teto Seguro Desemprego

O valor definido como base para o seguro desemprego vai de acordo com o salário mínimo nacional estabelecido para o ano em questão pelo governo brasileiro. Sendo que no caso de 2019, o valor piso deste benefício está marcado em R$ 954,00.

Agora, no que diz respeito ao valor máximo estabelecido do Seguro Desemprego, para o ano de 2019, o mesmo está estabelecido em R$ R$ 1677,74.

Quanto ao valor do Seguro Desemprego recebido pelo trabalhador, o mesmo será definido de acordo com o salário que era auferido pelo empregado antes da sua demissão.

Veja qual é o valor do seguro desemprego dependendo do salário que era ganho, logo abaixo:

  • Salário anterior de até R$ 1480,25 – o valor do benefício fica definido em até 80% do salário médio, levando-se em conta o limite base do salário mínimo;
  • Salário anterior de R$ 1480,26 a R$ 2467,33 – neste caso o valor do benefício é de R$ 1184,20 com a adição de 50% do que exceder R$ 1480,25. Isso quer dizer que quem recebe R$ 2500, por exemplo, terá um seguro desemprego de R$ 1184,20 + 457,9 = R$ 1642,1.
  • Salário anterior de mais de R$ R$ 2467,33 – o valor do seguro desemprego é de R$ 1677,74.
Avalie:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5.00 out of 5)
Loading...

Deixe seu comentário!

Comments are closed.